Blog

Banco de dados de banda

13 / maio / 2022

 

Estamos abordando em nossas redes sociais os 5 pilares de uma conexão perfeita e alguns dias atrás explicamos o funcionamento do primeiro pilar, o Fluxo de Dados que basicamente é como o nosso roteador se comunica com todos os dispositivos que dependem de internet dentro da nossa casa. Hoje vamos falar sobre o segundo pilar de uma conexão perfeita, o Banco de Dados de Banda. Ele parece ser complexo e por isso merece uma explicação mais detalhada, mas vamos te mostrar que na verdade seu funcionamento é bem simples.

Para simplificar a ideia, imagine que o Banco de Dados de Banda é uma estrada com capacidade para dois carros simultâneos. Se estiverem trafegando apenas dois carros por essa estrada, teremos uma velocidade normal, mas agora imagine que mais carros precisam passar por ali ao mesmo tempo, é possível que isso cause uma lentidão ou que a

lgum carro precise esperar um pouco mais para passar. Banco de Dados de Banda é algo muito parecido com esse exemplo, cada aplicativo que utiliza a nossa internet acaba consumindo uma determinada velocidade dela e se a soma de todos os aplicativos simultâneos ultrapassar essa velocidade contratada você terá lentidão ou redução na qualidade do conteúdo que está consumindo, por exemplo.

Mas é claro que atualmente os aplicativos possuem tecnologias para resolver estes problemas. A Netflix é um ótimo exemplo, pois em velocidades limitadas a inteligência do aplicativo aplica uma técnica chamada Buffers (cargas antecipadas) para manter a experiência do seu cliente.

Aqui na Clonix, além de possuirmos uma tecnologia avançada, equipamentos de qualidade e oferecer treinamentos constantes para a nossa equipe, buscamos ter o domínio destes pilares para que a nossa internet seja entregue com a qualidade esperada, não só na fibra, mas na experiência de navegação dos nossos clientes.

Voltar